SINDSEP - SP

Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Minicípio de São Paulo

SINDICALIZE-SE

Educação

07/10/2020 - 16:28

Bruno Caetano ataca os Conselhos de Escola em entrevista para a rádio CBN

O secretário de Educação do município de São Paulo, Bruno Caetano em entrevista concedida para a rádio CBN, nesta segunda-feira, 05 de outubro,  afirmou que o CRECE Central – Conselho de Representantes dos Conselhos de Escolas, estão fazendo um enfrentamento político com a secretaria ao não aceitarem que as aulas retornem em meio a pandemia. 
 
 
O Sindsep se solidariza com o CRECE, que foi atacado por Bruno Caetano, ao falar inverdades, ele sim numa atitude política, para que as escolas retornem as aulas nesta quarta-feira (07), a mando do prefeito Bruno Covas, que tenta a todo custo se reeleger e para isso cede às pressões dos empresários (donos das escolas particulares) quer retomar as aulas a todo custo.  No entanto, os conselhos de escolas que compõem o CRECE não são instrumentos partidários, pois são compostos por pais, crianças, alunos e profissionais da educação. 
 
 
Bruno Caetano ainda em suas inverdades, acusa o CRECE de não aceitar dialogar com o governo, sendo que assim como o Sindsep, o CRECE Central vem tentando desde o início da pandemia uma reunião com o Secretário para debater as questões pertinentes a educação e foi ignorado. 
 
 
Desde junho, o Conselho de Representantes dos Conselhos de Escolas vem debatendo o retorno das aulas na cidade e até elaborou um manifesto, onde afirma que as aulas só devem retornar em 2021, pois ainda estamos em meio a pandemia de Covid-19, com altas taxas de mortes e contaminação até mesmo entre crianças e adolescentes, que segundo o inquérito sorológico realizado pela Secretaria da Saúde, são em sua maioria assintomáticos, portanto, potentes transmissores.
 
 
O Sindsep não pode deixar de parabenizar a atitude do Conselho de Escola, de cada unidade educacional, os CRECES Regionais e o  CRECE Central por não aceitarem o retorno das aulas presencias e lamenta a atitude do secretário Bruno Caetano de atacar com inverdades, essa organização que só visa o bem estar das famílias, alunos e profissionais da rede municipal de ensino.
 
 
Não podemos deixar de lembrar que a criação do CRECE na cidade de São Paulo é uma luta antiga e que só foi atendida na gestão do prefeito Fernando Haddad. Talvez por isso, o secretário Bruno Caetano tenha essa ideia de que o Conselho é uma questão partidária. Contudo ele é um instrumento a favor da gestão democrática da educação e não de partidos políticos. Lamentamos essa ideia, esse pensamento do secretário, ele que já foi presidente do Sebrae e provavelmente não está acostumado com a democracia, mas sim a sempre mandar e ser obedecido.
[voltar]